Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lorpa quase-erudito

Escaninho quase tão oco como um ovo que não chocou.

Escaninho quase tão oco como um ovo que não chocou.

Caixas de tralha quase-útil

Guardo tralha desde que me lembro. Muita tralha, de todos os tipos.

Sempre que comprava uns sapatos novos, a caixa era automaticamente guardada, não fosse ela o próximo depósito de memórias.

Suponho que toda a gente goste (cada um à sua maneira) de guardar recordações. Ou melhor, tenho a certeza que toda a gente terá alguma coisa guardada. Uma carta, uma peça de roupa, uma fotografia, um dente, enfim, qualquer coisa. Na pior (ou melhor!) das hipóteses, pelo menos, estará guardada na memória.

Hoje aproveitei para vasculhar caixas antigas, não o fazia há anos. Quando o faço, encontro sempre coisas que acabo por deitar fora: atacadores suplentes que deverão ter para aí 15 anos, usados naqueles ténis largos com atacadores grandes e desapertados. (Why god, why?)

Apercebi-me: há realmente coisas que esquecemos. Ou melhor, estão adormecidas algures.

Então, quando vemos determinado objecto, quando lhe pegamos, quando o cheiramos, a memória aviva e recordamos histórias velhas.

 

Ora pois bem, desta passagem a pente grosso, fiquei principalmente entretido com isto:

somos benfica

Qual "obra de arte" feita em EVT ou EV (já não me lembro como era) no 8º ano.

 

Análise: Basicamente, peguei num CD do Benfica e limitei-me a copiar tudo, ou perto disso. Certo, imaginação = zero, é verdade. Mas ainda assim, este "suf -" chamou-me à atenção. Ao pensar nisso agora...

"Muahahah, olha-me este com esta coisa do Benfica. Só não levas negativa porque perderam no fim de semana passado. Nabo!"

Ou então o Professor até era benfiquista e também tinha o CD. Comparou-os e (com razão) pensou: "Porra, que abécula. Toma lá um 'suf -' só por solidariedade."

Humm, é capaz de ter sido mais esta última.

 

Enfim, nestas alturas uma pessoa fica contente por ter guardado tanta bugiganga. Dá para rir. Dá para relembrar esse mundo perdido há anos. Nós algures ali, num outro tempo. Sensação engraçada.

Um dia destes torno a vasculhar as caixas com mais tempo.

 

E vocês, também guardam toda a tralha possível? Qual é a coisa mais peculiar por aí escondida?

19 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Citação da semana
When you have exhausted all possibilities, remember this: you haven't - Thomas Edison
Acompanha no facebook
Armado em fotógrafo
Malta ludibriada
Mesa de cabeceira

Manda vir com o lorpa
lorpaquaseerudito@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D